• Cash.in

Microsoft anuncia primeiros aportes de fundo voltado a mulheres empreendedoras

Este é o segundo fundo de investimentos em startups lançado pela companhia


Imagem: Divulgação


A Microsoft anuncia nesta quinta-feira (12/03) os primeiros aportes realizados pelo fundo We, lançado pela companhia em novembro do ano passado. O We (de Women Entrepreneurship, ou Empreendedorismo de Mulheres) visa investir em empresas fundadas por mulheres e estimular o empreendedorismo feminino.


Este é o segundo fundo de investimentos em startups lançado pela companhia. O primeiro, chamado BR Startups, investiu em 15 companhias e concluiu, em cinco anos, seu período de investimento. A partir de agora, o foco do primeiro fundo é encontrar oportunidades de desinvestimento nas empresas.


“Infelizmente, no mundo, somente 2,3% das startups que têm mulheres como sócias recebem investimento de risco. É uma defasagem muito grande e o tema tem gerado muito debate”, diz Franklin Luzes, vice-presidente da Microsoft Participações. “No nosso primeiro fundo, focamos em empresas do chamado ‘vale da morte’ [empreendimentos que já receberam investimento anjo ou capital semente, mas ainda não estão prontos para uma série A]. Agora, quisemos focar formalmente no empreendedorismo feminino”.


Para uma empresa poder receber investimentos pelo We, é necessário ter pelo menos uma mulher como sócia, com pelo menos 20% de participação acionária, ocupando posição de liderança. O fundo recebeu a inscrição de 924 startups. O objetivo é captar R$ 100 milhões em cinco anos — até agora, o fundo conseguiu alcançar metade desse valor.

Marcella Ceva passou a integrar a equipe da Microsoft Participações como executiva-chefe de investimentos do We Ventures. Advogada de formação, Marcela tem experiência no mercado de fusões e aquisições. “Venho para colocar uma mulher na mesa de investimentos. Em 90% dos casos, quando uma empreendedora vai fazer seu pitch para investidores, só se depara com homens”, diz.


A primeira empresa a ser contemplada é a Pack ID. A startup usa inteligência de dados para monitorar temperatura e umidade em tempo real de todas as etapas da cadeia de distribuição de produtos perecíveis. A CEO da empresa é Caroline Dallacorte. Com a solução, diz Franklin, é possível reduzir perdas.


Os investimentos do We Ventures são de, no mínimo, R$ 1 milhão. O foco, assim como o fundo BR Startups, segue sendo as empresas no chamado “vale da morte”, com investimentos em empresas que já tenham um produto no mercado gerando receita, com um ou mais clientes. A exemplo do BR Startups, a Microsoft terá parceiros estratégicos para diferentes verticais. O primeiro a ser confirmado é a Flextronics, para orientar investimentos na área de internet das coisas. Pacto Energia e Grupo Sabin também passam a fazer parte da iniciativa, nas áreas de energia e saúde, respectivamente.


We Impact


Além do fundo de investimentos, o We tem como objetivo fomentar a educação para o empreendedorismo. “Queremos incentivar empreendedoras a criar seus negócios. No Brasil, não temos disseminado empreendedorismo, nas universidades não há disciplina formal sobre isso, quem se forma não necessariamente sabe empreender”, diz Franklin. A iniciativa tem parceria com a ONU Mulheres.

Por isso, parte dos recursos do fundo We serão destinados ao We Impact, que oferece, em parceria com o Sebrae, cursos gratuitos nas áreas de gestão e tecnologia. 

O We Impact também fica responsável pelos aportes menores, de até R$ 1 milhão, em startups. O programa oferece mentoria aos empreendedores contemplados com aportes.

Nesta quinta-feira (12/03), o We Impact anunciou investimentos em quatro startups. A expectativa é fazer aportes em pelo menos outras sete empresas.

AI Robots A startup atua com uma plataforma de inteligência artificial para robôs e equipamentos industriais, com aprendizado de máquina para manutenção preditiva. Luma Boaventura é a CEO.

Afinando o Cérebro Fundada pela fonoaudióloga Ingrid Gielow, essa healthtech desenvolve jogos terapêuticos para o desenvolvimento auditivo.

Dinie A fintech criou uma conta digital que fornece uma linha de crédito rotativo e reutilizável para pequenos negócios. A empresa tem duas mulheres entre as sócias fundadoras: Suzy Ferreira, CEO, e Andrea Burattini, COO.

Exemplaria A startup tem como foco a aplicação de tecnologia no setor de recursos humanos. Criou um algoritmo capaz de monitorar o engajamento das pessoas e das equipes, prevendo a eventual saída de colaboradores ou diminuição da produtividade. Carla Sampaio é a CEO.

Além disso, mais 14 startups também farão parte do programa: Raks Tecnologia Agrícola, EntregAli, DNA da Educação, Tamboro, Abler Recrutamento Digital, Uffa, Ananse, Você Tech, Wecondo, Pontue - Redação Inteligente, Soul.Med, Logpyx, Cash.in e Coopark.


Por Daniela Frabasile Link da matéria original: https://epocanegocios.globo.com/Startup/noticia/2020/03/microsoft-anuncia-primeiros-aportes-de-fundo-voltado-mulheres-empreendedoras.html

0 visualização