• Cash.in

Jovens no mercado de trabalho: como se preparar para a chegada dessa geração?

Empresas de diferentes segmentos e portes apostam cada vez mais em um ambiente de trabalho com pessoas das mais variadas idades no seu quadro de funcionários.


O que inclui também a Geração Z, ou seja, os jovens nascidos a partir de 1995 e que estão chegando e se posicionando no mercado de trabalho e ocupando espaços de estágio, trainee, freelancer ou até mesmo de liderança.


É um perfil que tem muito a contribuir com o desenvolvimento das empresas. Junto com eles, vem a busca pelo desenvolvimento profissional após muita escolha sobre qual área seguir, o interesse em conquistar uma boa imagem no mercado onde atuam, além da possibilidade de inovar e propor ideias na organização onde trabalham.


Mais conectados


Em geral, quando o assunto é tecnologia, esse grupo está sempre um passo à frente dos mais experientes. Até porque nasceram em um mundo digital e dominam o funcionamento de computadores, celulares, tablets, sistemas e outros equipamentos.


Como estão habituados a lidar com esses dispositivos para estudar, se relacionar, acabam conquistando uma capacidade de aprendizado mais desenvolvida. E também buscam empresas conectadas, que tenham ações modernas e capazes de proporcionar novas experiências.


É por isso que muitas empresas consideram como fundamental implementar programas para retenção de talentos. A Geração Z prioriza o crescimento rápido na carreira e compreende que o acúmulo de experiências pode facilitar o caminho para conquistar os objetivos.


Isso quer dizer que eles não pensarão duas vezes antes de trocar de emprego se a nova proposta for mais alinhada com os seus objetivos, mesmo que o salário seja inferior.


Como se preparar


As características dessa geração, que é o futuro do mercado de trabalho no país, precisam ser compreendidas pela sua empresa a fim de atrair esses profissionais e crescer a partir da contribuição deles. Por isso, é importante a sua organização incorporar a tecnologia no negócio, apostando em serviços digitais, inovadores e que melhorem as relações de trabalho e permitam mais engajamento.


Como estão acostumadas com o mundo digital, onde tudo está acessível na palma da mão, eles não conseguem se adaptar facilmente em organizações que ainda apostam em ações ultrapassadas e que desconsideram o poder da tecnologia e da digitalização dos serviços, por exemplo.


Além disso, trata-se de uma geração bastante humanizada, que ainda considera relações olho no olho e reconhecimento pela contribuição que as pessoas dão para a empresa.


Nesse caso, uma das soluções é promover ações de incentivo que possam trabalhar também esse lado motivacional e torne os profissionais mais engajados com a proposta da sua empresa. Também dê autonomia para esses profissionais e observe isso como um incentivo à proatividade, ambiente favorável ao processo criativo e a busca por soluções inovadoras.


E você, já desenvolveu ações concretas para adaptar seu ambiente à chegada da Geração Z no mercado de trabalho? Faça isso com a Cash.in, startup 100% digital que otimiza entrega de valores em prêmios entre empresas e colaboradores. Dessa forma, permitindo mais autonomia e liberdade para gerenciar e usar os créditos e eliminando processos físicos e em papel.


Quer saber mais informações como essa? Então, acompanhe os conteúdos da Cash In e fique por dentro de tudo!


Conheça a Cash In, clique aqui e saiba mais!

43 visualizações0 comentário