As lições que 2020 trouxe à sua empresa

Atualizado: Jan 19

O ano de 2021 iniciou, mas muitos negócios ainda trazem consigo os resquícios de um ano atípico e repleto de obstáculos, como foi 2020.


Com o início da pandemia e os lockdowns em março do ano passado, muitas empresas foram prejudicadas. Algumas, inclusive, fecharam suas portas. Já as que sobreviveram, precisaram refletir sobre o momento e se adaptar ao novo cenário de vida imposto, devido à Covid-19.


Neste sentido, todas empresas iniciam este novo ano com as lições importantes que 2020 trouxe. Lições estas, fundamentais para garantir o bom andamento dos trabalhos e dos processos.


Crises acontecem, é preciso saber lidar e estar preparado


É uma lição antiga, mas parece que agora ela veio para ficar: crises acontecem e ninguém está imune a estas situações.


Neste sentido, há somente duas saídas: planejar com antecedência ou ser surpreendido. No caso da pandemia de Covid-19, acredita-se que praticamente todas as organizações foram surpreendidas e impactadas de alguma forma.


Quem tinha planos contra crises conseguiu passar pelo momento com mais força e de forma eficaz. Ou seja: quem se planejou, saiu dela com mais facilidade, voltando aos negócios mais rapidamente. Já aquelas que não se prepararam e foram extremamente atingidas, a maioria não sobreviveu ou sofre até hoje com o impacto gerado.


É nesses momentos que se vê a importância do dinheiro: as empresas com grandes reservas foram menos impactadas quando os empréstimos congelaram e os pagamentos pararam. O mesmo vale para quem acabou ficando desempregado, mas tinha economias no banco.


Reflexão: um ano atípico trouxe ao dia a dia novas atitudes e reinvenções para não quebrar


Inovar durante os períodos de crise: foi preciso se adaptar ao momento e até mesmo se reinventar para não quebrar, tudo isso de forma rápida ou até mesmo instantânea. Para alguns, uma opção, para outros, uma obrigatoriedade - como foi o caso das empresas de viagens e turismo, por exemplo.


Foi o momento de reinventar, aplicar novas estratégias, buscar novas opções e ter atitudes diferentes em todos os processos, para seguir forte no mercado e não deixar que a crise quebrasse os negócios.


Os que conseguiram se “readaptar”, também conseguiram seguir em frente. Uma lição que ficará para sempre na história das empresas: inovar é preciso!


A capacidade das empresas em se adaptarem perante as dificuldades


Além das invenções e inovações, percebeu-se uma grande capacidade de adaptação rápida por parte de diversas empresas, e isso é o que tem mantido algumas pequenas de pequeno porte.


Um grande exemplo foi a telemedicina, aplicada para médicos dentro de hospitais, outros foram de espaços ao ar livre e delivery para restaurantes ou da entrega por motoboy das lojas de roupa, e até mesmo dos locais “pague e leve”, e dos escritórios que passaram a ser home office.


Mudanças extensas que garantiram que as empresas se mantivessem no mercado de trabalho.


Solidariedade como forma de reconhecimento no mercado


As grandes empresas também tiveram grande papel e levaram consigo uma lição para a vida: ajudar os pequenos em momento de crise, mostrando que a concorrência pode vir depois da solidariedade. O apoio delas foi essencial para que muitas pequenas ainda continuassem em pé e seguissem operandomesmo em meio ao fechamento e à crise.


Além disso, as empresas de pequeno porte também aprenderam a se ajudar: indicações e lemas como "ajude as empresas locais”, também foram capazes de evitar que a crise prejudicasse ainda mais um ano atípico como o de 2020, em relação ao mercado de trabalho.


Todas que fizeram isso, com certeza, receberam reconhecimento e ganharam mais credibilidade para a marca. Ou seja: o lucro não é o principal indicador, mas há também o de trazer propósito aos negócios e ter impacto positivo nesse universo.


Para 2021, quem sabe quais novas lições vamos tirar diante de tudo o que ainda vamos viver, não é mesmo?


Quer saber mais? Acompanhe os conteúdos da Cash.In e fique por dentro de tudo! Clique aqui!